Tauromaquia em portugal

bullfighting in portugal

Portugal é dos poucos países no mundo em que a atividade tauromáquica ainda é permitida e efetivamente apoiada(por uma minoria), no entanto, o que muitos não sabem é que uma parte dos nossos impostos também é usada para apoiar esta atividade cruel e sem fundamento.

As corridas de touro à Portuguesa consistem num ritual sistematizado, que logo desde o momento em que o animal é transportado para arena é envolto em agressividade; seguido de fases na "festividade" em que uma quantidade variável de ferros, denominados farpas, são cravados no dorso do animal: noutro momento, o animal é segurado pela cauda, para que os restantes intervenientes possam "pegá-lo" até que o animal fique imobilizado; a corrida de touros à Espanhola, tem algumas nuances comparativamente com a Portuguesa, no entanto, ambas são marcadas por estes momentos de crueldade. Além do trauma causado no Touro, existe ainda risco para os cavalos usados nestes eventos, que facilmente sofrem lesões nas pernas que podem resultar em morte.

Ativistas lutam diariamente pelo fim desta prática cruel e desnecessária, Muitas das nossas Universidades já colocaram um fim a esta prática barbárica, mostrando o que esperamos que será o futuro de Portugal: um País, onde a crueldade não é um passatempo, onde tortura não é cultura, e onde animais são respeitados, independentemente da espécie.

No Algarve, ainda se mantém em funcionamento uma praça de touros, em Albufeira. Se gostaria de apoiar a iniciativa de pôr um fim a esta atividade barbárica no Algarve, assine esta petição.

Se quer que parem de usar dinheiros públicos para apoiar esta atividade, assine esta petição.